ASSOCIAÇÃO VISÃO COMUNITÁRIA

ASSOCIAÇÃO VISÃO COMUNITÁRIA: Fundada em 28 de Novembro de 1990, com registro no CNPJ/MF nº 32.882.748/0001-51, situada a Rua: Soldado Pedro Hilário Dos Santos, 249 Bairro São Conrado, Aracaju - SE, CEP 49042-230

FUNDADA NO PROPÓSITO DE TRAZER MELHORIAS NA QUALIDADE DE VIDA PARA A COMUNIDADE.
CONTATO: TEL:79-88214194

terça-feira, 20 de setembro de 2011

PMA RETIRA 34 FAMÍLIAS DA INVASÃO DA PRAINHA


Água do canal Santa Maria invadiu casas na prainha (Foto: Ascom / PMA)

A operação de desocupação das margens do canal Santa Maria, realizada na última segunda-feira pela Prefeitura de Aracaju, continuou na manhã desta terça-feira com a retirada de 34 famílias da invasão da Prainha e a derrubada dos barracos, inundados pela chuva desta madrugada. A grande maioria das famílias já possui cadastro na Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc) e receberão auxílio-moradia no valor de até R$ 300.

As famílias foram conduzidas para abrigos públicos no bairro Jabotiana, enquanto equipes da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) faziam a transferência dos móveis e as máquinas da Emurb derrubavam os barracos. Assistentes sociais da Semasc checavam o cadastro dos moradores da invasão e aqueles que não estavam na listagem receberam encaminhando para o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Santa Maria, onde a situação de cada família será avaliada por uma equipe técnica.

A diarista Adriana Alves Silva, 28, é mãe de sete filhos. Ela afirmou que depois do sofrimento vivido na madrugada desta terça-feira, quando a água do canal Santa Maria invadiu as casas, a continuar vivendo na invasão seria impossível. “Vamos estar bem melhores no abrigo. Desde uma hora da madrugada que estou com meus filhos no meio do nada, sem nenhum dormir. Chamamos os Bombeiros para nos socorrer e garantir a nossa segurança. Precisamos mesmo desse apoio da prefeitura”, declarou Adriana, cadastrada na Semasc com direito a receber o auxílio-moradia.

A operação de desmonte da invasão ocorreu sem problemas e foi acompanhada por 40 guardas municipais nos dois turnos. A Defesa Civil Municipal esteve presente, bem como equipes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), o Samu e a Rádio Patrulha da Polícia Militar.

Quirino

No local onde até esta segunda-feira existia a invasão do Quirino, trabalhadores da Emsurb retiravam na manhã desta terça-feira os últimos vestígios da ocupação irregular em área de risco. A invasão foi desmontada pela Prefeitura de Aracaju em uma operação comandada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania. Em duas etapas de ação no Quirino, foram retiradas 91 famílias e encaminhadas para casas de parentes ou abrigos públicos. A maioria já está morando em casas de aluguel pagas pela prefeitura.

GOVERNO RETOMA OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO NO BAIRRO SANTA MARIA


O Governo do Estado, através da Companhia de Saneamento (Deso), retomará, nesta segunda-feira, 19, as obras de esgotamento sanitário e drenagem pluvial no bairro Santa Maria, em Aracaju, que abrange o residencial Governador Valadares, Padre Pedro e loteamentos Terra Dura, Maria do Carmo e Senhor do Bonfim.

Realizada em parceria com o Governo Federal e a Prefeitura de Aracaju, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a obra está orçada em R$ 16 milhões. Desse montante, R$1,6 milhão é proveniente de recursos estaduais. A previsão da Deso é concluir a obra no fim de 2012. “Reiniciaremos as obras com três equipes. A partir de outubro, ampliaremos o quadro funcional para oito equipes. Nossa previsão é terminar no fim do ano que vem”, revelou o presidente da Deso, João Bosco de Mendonça .

Após os trabalhos concluídos, o bairro Santa Maria contará com 15 km de rede de drenagem e 24 km de rede de esgoto, além de seis mil ligações de esgoto. Bosco Mendonça ressaltou que saúde e bem estar são os benefícios que o Governo do Estado proporciona à população, através das obras de esgotamento sanitário e abastecimento de água. “È importante lembrar que uma obra desse porte causa transtornos à população, e que vamos procurar reduzi-los ao máximo. Porém, esses transtornos irão trazer saúde e conforto para os moradores da região”, disse.

O impacto positivo dos serviços de abastecimento e de esgotamento sanitário nos bairros e povoados é percebido também através dos serviços de utilidade pública - como transporte, correios, energia elétrica -, os quais tornam-se viáveis com a rede sanitária implantada e as vias pavimentadas. “Quando as redes de água e esgotamento sanitário são implantadas, a região ganha, também, autonomia. Essa obra é uma obra de saúde pública e de infraestrutura”, pontuou.

Iniciada em 2009, as obras do PAC no bairro Santa Maria foram paralisadas devido ao não cumprimento do serviço por parte das empresas licitadas. “Foi feita a licitação, a empresa vencedora não conseguiu dar andamento à obra e o contrato foi revogado. Tivemos que fazer um novo processo licitatório, no qual novamente enfrentamos dificuldades, já que a empresa licitada teve sua planilha de Bonificação de Despesas Indiretas (BDI) questionada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). As obras ficaram paradas até que a empresa adequasse sua situação às exigências do TCU e, agora, estamos retomando os trabalhos”, declarou. Fonte NE noticias.

OPINIÃO: Esta promessa vem desde 2009, agora como esta proxima a campanha para prefeito e vereadores é que retomaram as obras que nunca foram realizadas, o povo esta de olho nestes politicos aproveitadores, que só se lembram da comunidade em tempo de eleição. A obra dará inicio em passos de tartaruga.