ASSOCIAÇÃO VISÃO COMUNITÁRIA

ASSOCIAÇÃO VISÃO COMUNITÁRIA: Fundada em 28 de Novembro de 1990, com registro no CNPJ/MF nº 32.882.748/0001-51, situada a Rua: Soldado Pedro Hilário Dos Santos, 249 Bairro São Conrado, Aracaju - SE, CEP 49042-230

FUNDADA NO PROPÓSITO DE TRAZER MELHORIAS NA QUALIDADE DE VIDA PARA A COMUNIDADE.
CONTATO: TEL:79-88214194

domingo, 14 de junho de 2015

Deso não deve cobrar taxa esgoto no bairro São Conrado Isso nas áreas em que moradores não estejam recebendo serviços

Deso não deve cobrar taxa esgoto no bairro São Conrado
Isso nas áreas em que moradores não estejam recebendo serviços
Audiência foi realizada na manhã desta quarta-feira, 27 (Fotos: Portal Infonet)
Problemas causados pela rede de esgoto no bairro São Conrado foram discutidos em audiência na manhã desta quarta-feira, 27, na Promotoria dos Direitos de Defesa do Consumidor do Ministério Público Estadual (MPE). Na ocasião, representantes da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) se comprometeram a não cobrar taxas aos moradores que não estejam obtendo os serviços de esgoto.
A audiência foi realizada após denúncias feitas pelos moradores do São Conrado, de que estão pagando a taxa de esgoto e as casas não estavam interligadas à rede de esgoto.
“Nós fizemos uma tratativa com a Companhia de Saneamento, uma perícia por conta da Deso e uma fiscalização por parte dos engenheiros do Ministério Público. Hoje já foi informado que mais de 95% das unidades estão interligadas, mas há um problema muito grave no bairro São Conrado que é a ligação dessas redes de esgoto à rede pluvial e todas as vezes que chove, ocorre o que foi informado pela Deso, que é o transbordo.É importante que a população fique atenta a esse fato, notifique a Deso, para que mande os caminhões de sucção para não haver entupimento da rede”, explica a promotora Euza Missano.
Reclamações foram levadas ao MPE pelo presidente da associação, Wilson Nabuco
O representante da Deso, Sílvio Múcio Farias garantiu que 97% das unidades residenciais estão interligadas à rede de esgoto da Deso e que as casas “não servidas pela rede de esgoto não estão recebendo a cobrança da taxa e caso ainda esteja acontecendo em alguma residência, a Deso se compromete a fazer a retirada imediata e encontro de contas, na ocorrência de pagamentos anteriores. É importante que a população fique atenta a esse fato, notifique a Deso, para que mande os caminhões de sucção para não haver entupimento da rede”, explica a promotora Euza Missano.
Na audiência, o presidente da Associação Visão Comunitária do Bairro São Conrado, Wilson Nabuco Barreto, todas as vezes que chove, os esgotos transbordam. “Estou saindo daqui satisfeito porque a promotora deixou bem claro de que os problemas criados pela Deso, na comunidade, a Deso precisa resolver. Quando chove, a água retorna e entra nas casas, água de esgoto”, afirma.
Por Aldaci de Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário